quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Resolvo escrever num dia que não estou menos criativo do que estou!

Gente, Setembro se aproxima e coisas devem se concretizar e mais do que nunca precisamos nos juntarmos, respirarmos e com muita “calma” seguirmos em frente, e que venham os novos-velhos processos e que neles contenham o que a Má nos disse abaixo!!!

Beijos Torneásticos!
E que seja Doce!



Fernando
27/08/2008 00:19

domingo, 24 de agosto de 2008

Livre associação de palavras.

Refugo. Tempo. Espera. Escuta. Ponto de partida. Cores. Luz. Madeira. Pratos. Diferença. Estranhos. Adaptação. Ganhar. Perder. Jogo. Procurar. Idade. Dentes. Braços. Poder. Números. Idioma. Faca. Correr. Girar. Parar. Abraçar. Rolar. Passar. Voltar. Ponto de partida. Escuta. Espera. Tempo. Refugo.

Mayra

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Eu queria ser ginasta. Mas eu não sabia voar.
Então eu descobri a arte e pude encontrar aqui dentro mesmo as minhas próprias asas..

Mayra

domingo, 10 de agosto de 2008

Um post direto.

Um post direto...

Temos agora uma caixinha de comentários, para que você, pessoa paciente que acessa o nosso blog, mesmo com tão poucas atualizações, possa interagir. Valeu, Renan.

Temos também uma comunidade no orkut, que não foi tão divulgada, mas agora não há mais desculpa. Todos podem ter acesso clicando aqui.

E temos essa foto que nós tiramos no dia 30/05/08, na abertura do workshop de imersão do Projeto Conexões.



Para quem quiser saber sobre o projeto é só clicar aqui.

Mayra

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Começando pelo blog...

Hoje falamos sobre produção, a produção das coisas.
Conclui que eu ando dormindo no ponto. Lembrei que durante o processo do Primavera, eu vivia experimentando figurinos e adereços novos, criava coisas na luz, no texto e em tudo mais que, eu por ser uma “atriz-criadora” pudesse dar a minha contribuição. Tentei lembrar aonde eu havia deixado a minha caixa com os meus figurinos da nossa atual peça e senti um desespero ao perceber que eu não sabia aonde.
Notei que fui perdendo algumas coisas ao longo do processo. Fui deixando coisas para trás. Ao longo dos dias, me deixo contagiar pelo exterior e deixo de trabalhar.
Eu preciso experimentar, inventar, construir, criar e arriscar.

Resolvi recomeçar pelo blog. Coloquei aqui, um contador de acessos e um link para que as pessoas comentem os nossos posts. Na hora de publicar, nada funcionou.
Eu não to entendendo aonde eu to errando. Todas as instruções estão em inglês, e nem o mínimo do mínimo que eu entendo de html e de inglês, são suficientes para que eu perceba onde eu estou errando. E eu queria que as coisas funcionassem.

Mesmo que eu sempre erre, eu quero ver as coisas funcionando.


Mayra Guanaes

Sobre o sentir e o dançar de um corpo gordo

Sempre achei estranha a vontade que eu tinha de dançar. Durante muito tempo, meu corpo ficou inerte. Fugia das aulas de educação física, ...