terça-feira, 16 de setembro de 2008

. - Algo sobre o caos

O adolescente contemporâneo?

Hoje eu tenho 17 anos.

Fico confuso na minha falta de organização.

Os carros passam por mim fazendo barulho. Lembra disso? É Refugo.

Quando eu corria, eu era criança.
Hoje eu, tão novo, estou sempre atrasado.

"Fica mais um pouco! Dá um beijo"
"Desculpa, não posso!"

Todos os dias, eu vejo pessoas que o tempo todo são rotuladas como fúteis, como bobas, como pessoas sem cultura.
Então eu, na minha falta de maturidade, tento fazer o contrário. Tento ser diferente delas.
Usar roupas diferentes, falar diferente.
E quando eu vejo, ó: Já dei a volta.
Fiquei bobo de novo.

E bobo por quê?
"Novela, Mallu Magalhães, Rua Augusta, Nação Tantan, Baile Funk..."

Quando eu falo por mim, eu falo por nós.
Eu sou uma voz.
Só uma voz.

Fico confuso na minha falta de organização.

Só dedos que digitam algo que não só uma cabeça pensa.
E que pena que não é só uma cabeça.

Se fosse só uma, eu seria louco, neutóritco...

Somos alguns tantos, que somos bobos.

(Ih, começou!)

É tanta coisa.
É tanta coisa que eu me sinto atropelado de informações.

Eu não sei quando eu tenho uma personalidade e não sei quando fui moldado.
E esse meu medo, essa minha neura só me faz ter certeza da alienação.

Alienação?

Da onde isso?

Para se chegar no senso comum, não precisa de um senso crítico?
Acho que não, né?

Ontem meu avô me disse "Faça Direito!" (a faculdade)

Fiquei com dó.

É chato sentir dó, né?
Dó.
Ré.
Mi...

Ok, você já entendeu.

Ontem eu era gordo, hoje eu sou magro.
Antes de ontem? Eu nem tinha nascido.

São tanto filósofos...
Tantos livros e tanta vontade de saber que as vezes eu me esqueço que o saber vem...

Vem com o tempo.
Vem com a vida.
Com a falta de tempo.
Ou a falta de vida.

Mas vem... Mesmo quando não vem.
Só vem...

Hoje eu sei (ou penso que sei) que posso me perder na minha falta de opinião.
Talvez isso já seja um resquício de que ela não existe...
(Ih! Dei a volta de novo)

É que eu fico confuso na minha falta de organização.


Bruno Lourenço

5 comentários:

Mayra disse...

Hum. gostei.

O Pequeno Teatro disse...

Gostei... Gostei? Era para ser aprovado? Ou provado?

Mayra disse...

hahahahaha
Só falei que eu gostei. Não sei o que era pra ser feito.....não preciso aprovar nada oras! o blog é livre...

Lininha* disse...

Abrindo os olhos para perceber um novo (?) mundo, Bruninho...

Bruno disse...

É que eu fico confuso na minha falta de organização.

Sobre o sentir e o dançar de um corpo gordo

Sempre achei estranha a vontade que eu tinha de dançar. Durante muito tempo, meu corpo ficou inerte. Fugia das aulas de educação física, ...