Diálogo entre dois amigos

1 menino
2 menina

2. E você, lembra dessa?
1. NOSSA!
2. Sabia que você ia se assustar!
1. Olha a sua cara olhando para o Benjamim! Seu sorriso era lindo!
2. E continua!
1. Eu sei! eu só to enxendo o seu saco.
2. Tá com fome? Tem fruta aí, comprei um saco de laranjas, sempre me lembro que é sua fruta favorita. Vejo uma laranja e lembro de você acredita!
1. Obrigada, mas já escovei os dentes.
2. Aceita cara!
1. Tá vai, tudo bem. Tem faca aí?
2. Naquele copo.
1. E agora, consegue me ver? Eu comendo eu mesmo?
2. Ok, você continuará me lembrando uma laranja. Agora muito mais! Não, já sei, melhor você me lembrar uma maçã.
1. E porque?
2. É que eu esqueci da sua voz, durante muitos anos.
1. Não me ligou?
2. Maçã faz bem pra voz.
1. Porque não me ligou?
2. Perdi seu telefone, aí você tocou aqui e eu abri a porta pra você.
1. Deveria ter ido até em casa, não acha? Você e essa sua lógica que eu não entendo.
2. É que eu esqueci da sua voz, não me lembro onde ela se meteu. Da voz e das palavras que ela dizia. Logo me esqueci do endereço!
1. Eu to aqui pow!
2. É eu sei! Com essa cara de quem já viveu mais tempo!
1. Acredita que meu cabelo não cresce faz tanto tempo?
2. E isso é ruim?
1. Sei lá, to com medo de ficar a cara do meu pai, totalmente careca.
2. Se fosse assim você já teria entradas na sua cabeça, ou talvez seu cabelo fosse caindo com o tempo.
1. Ou pararia de crescer!
2. Nada para de crescer de um dia para noite ô mané!
1. Talvez quase nada!
2. É, voce deveria parar com essa mania de ser besta!
1. Acostumar-me-ei com a idéia.
2. Eu posso ser sincera?
1. Não!
2. Então serei sincera!
1. Então fala logo!
2. Eu adorava quando você usava esses verbos, tipo "acostumar-me-ei".
1. É mania.
2. De ser correto?
1. Não, de utilizar esses verbos. É que eu sou travado na regularidade do portugues.
2. Mania de ser correto.
1. Mania de tá certo, isso sim.
2. Deus que me livre e guarde!
1. Aaaa, nem vem que você gosta da forma que eu escrevo!
2. É, eu acho doce.
1. E que continue sendo doce.
2. Que seja, mais do que ja é.
1. Pois se já é, eu digo que continue.
2. Só não pode ficar enjoativo!
1. Agora sim!
2. Eu completei! Mandei bem!
1. Não, aproveitou a oportunidade para não mandar mal!
2. Filho da puta! Acaba de perder estrelinhas douradas!
1. AAAAAAAA VOCE E ESSA MANIA DE ESTRELINHAS!
2. Cada mania que me agrada eu dou uma estrelinha, é simples a regra. E não vem me enxer o saco que você tem manias horríveis, que nao mereciam nem uma tentativa de porpurina!
1. Eu adoro a história daquela vez, que você deu uma caixa de estrelinhas douradas para um amigo seu, e ele odiava essa mania das estrelinhas.
2. EU LEMBRO! ahahah, ele ficou puto com o presente!
1. É, eu tambem ficaria
2. É?
1. Sim
2. Filho da puta.
1. Eu ganhei isso?
2. É, você prefere um filho da puta do que uma estrela.
1. Nossa, ganhei um filho, só preciso achar a puta, a mãe.
2. No seu aniversário, te darei então uma caixa cheia de filhos da puta.
1. Ou uma mãe, uma puta.
2. Ou vários bebes.
1.Prefiro só a caixa.
2. A, tanto faz.
1. O que?
2. Sei lá, nós, mulheres. Uma hora uma dessas aparece e vira a mãe dos seus filhos.
1. Uma dessas? Po cara, não fala assim! Essa "uma dessas" será a mãe dos meus filhos.
2. É, engraçado é não conhecer. Ou já, sei lá.
1. Pouco tempo juntos e você já me deu tanto presente.
2. Maçãs, laranjas, bebes, putas, estrelas, fotos, e lembranças.
1. Eu vou embora.
2. Fica aí.
1. Tenho que pegar uns documentos no cartório.
2. E tudo bem?
1. Tá, ela levou um vaso que eu gostava muito, com umas flores. Sei lá, é dificil escutar o silencio do apartamento. Não ouvir uma pisada no chão a mais.
2. Já já passa.
1. Foi facil para você?
2. O que?
1. Se acostumar..
1. Sim, foi dificil aceitar a condição.
2. De estar só?
1. Tambem, é que a minha solidão não tem volta.
2. Entendo..
1. Eu to bem.
2. É, é perceptível. Me lembro que foi a última vez que te vi foi no dia que aconteceu. Eu fui correndo pro hospital, fiquei preocupado com você.
1. Eu me lembro de você lá. Foi a última vez que eu te vi.
2. Você está melhor.
1. Obrigada, eu tambem me sinto assim. Bom, eu tenho um vaso aí, só não tenho as flores! Se você quiser..
1. Para com essa mania de me dar tudo.
2. E você deveria parar com essa mania de sumir.
1. Jajá eu volto.
2. Tá.
1. Eu to indo!
2. Leva as laranjas!
1. Prefiro a fotografia.
2. Tudo bem, pega o que você quiser.
1. Sem problema?
2. Poxa, você já entrou neh?
1. Tá, eu to indo.
2. Um beijo, me liga, promete?
1. Um beijo, eu ligo sim.

beatriz barros

Comentários

Aí eu sinto vontade de só ser ator!!!

Obrigado Bia....

William Costa Lima
Anônimo disse…
ah eu li e desde a primeira vez amei, lembra?=*

inara

Postagens mais visitadas deste blog

Verão de 2005.

Curtíssima temporada do espetáculo "O Girador" no Teatro Pequeno Ato

2014: um primeiro balanço e o nosso fim de ano