Eu olho pro céu e vejo as nuvens embassando meus olhos, qual é a sensação de se sentir em cima de uma arvore encostando no céu ? Eu adoro sentir sua voz suavizando os meus ouvidos. - E qual nosso programa pra amanha ? - a cada palavra que sai da sua boca. As pedrinhas da construção em frente a minha varanda estão entrando entre os meus pés, que droga. seria tão simples se somente ficasse do outro lado da rua, como deveriam estar, elas então invadem minha casa e a poeira aumenta num tom onde eu nem consigo mais me olhar no espelho, eu abro então minha casa ao meio, e subo na arvore novamente, e faço um pedido. - faça chover, enquanto eu lavo meus pensamentos em cima de sua constante agua pura. - as nuvens lavaram minha casa, está sem pedras, está sem poeira, e a construção acabou, enquanto eu durmo, acordada permanecerei o resto inteiro da semana, - Proibido construções nessa cidade. eu quero apenas evitar.

Caroline Cavallo

Comentários

Mayra disse…
Que bom ter você, Carol!

Postagens mais visitadas deste blog

Verão de 2005.

Curtíssima temporada do espetáculo "O Girador" no Teatro Pequeno Ato

2014: um primeiro balanço e o nosso fim de ano