terça-feira, 22 de setembro de 2009

Seja, cultive, cresça, transpareça, nunca esqueça.
Apague tudo que eu disse e reescreva assim :
talvez alguém aprenda, o sorriso do palhaço
quando vê o sorriso da criança,
a mágica tumba do silêncio, é também a misera esperança.

Bruna Tavares

Nenhum comentário:

Sobre o sentir e o dançar de um corpo gordo

Sempre achei estranha a vontade que eu tinha de dançar. Durante muito tempo, meu corpo ficou inerte. Fugia das aulas de educação física, ...