Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2010

Dobradinha no Teatro Lavanderia neste sábado!

Imagem
Sabe quando um dia representa um momento especial para um grupo de pessoas? Sabe quando temos vontade de juntar pessoas queridas na sala de nossa casa e mostrar um antigo álbum de fotografias? Sabe quando um rosto novo traz aquela sensação de que alguma coisa vai acontecer?
Neste sábado nós d’O Pequeno Teatro de Torneado, depois de um ano de trabalho em nossa sede, viagem por Piracicaba, Pirassununga, Bauru e Belo Horizonte, iremos encerrar nossas atividades de 2010. Para isso, gostaríamos de convidar a todos para o nosso último evento do ano. Todas as pessoas que estiveram presentes conosco neste 2010 e todos que não estiveram: esta é uma grande oportunidade de reunirmos os amigos queridos e nos despedirmos deste ano de trabalho!
Serão apresentadas com preço promocional, as duas peças com a qual ficamos em cartaz este ano em nossa sede: “Menina de Louça” e “Dias de Campo Belo”.
Menina de Louça Apresentada pela primeira vez em 2006, a peça foi escrita a partir de uma lenda urbana conhecida …
Não conheço o Torneado. Conheço algumas pessoas, talvez o núcleo fixo, mas não conheço o Torneado. O que é conhecer, afinal? É passar algum tempo junto? É presenciar brigas? É ajudar na arrumação e dividir o café depois? Não, acho que não. Conhecer leva tempo. Não posso dizer que conheço o Torneado. Mas posso falar do que vi. Eu vi uma família de pessoas diferentes que brigam e fazem as pazes porque se gostam. Vi um grupo que luta pra se manter íntegro. Vi artistas trabalhando em conjunto e compartilhando suas visões. O pouco que vi do Torneado me deixou impressionado. Impressionado porque minha opinião sobre o teatro nunca foi das melhores, porque as pessoas que conheci que trabalhavam com ou “faziam” teatro eram superficiais e afetadas, porque essas pessoas, esse pequeno grupo, dá o sangue pelo que acredita e, cobertos de suor, sorriem e brincam e se divertem, sem falar pomposamente de “sua arte” e olhar de cima para os mortais em volta. Não entendo de teatro. Confesso abertamente. Não s…